É possível combater a acne e eliminar as cicatrizes que persistem?

Face ao estigma e sofrimento psicológico do adolescente com acne, para o Dr.Miguel Trincheiras torna-se particularmente gratificante tratar e curar.

Qual é a etiologia e fisiopatogenia da acne?

acneA acne é uma doença inflamatória dos folículos pilosebáceos do rosto, causada pelo desequilíbrio das hormonas na sua fase de crescimento, estimulando o aumento de produção de oleosidade na pele. Em condições biológicas normais, as glândulas sebáceas produzem a gordura necessária para manter a pele sadia fluindo naturalmente, mas a desregulação hormonal característica dos rapazes, origina maior fluxo de sebo incomportável para os poros eliminarem. Na população feminina, quer nas meninas ou nas grávidas, as alterações hormonais são cíclicas, não potenciam processos inflamatórios e consequências tão severas da acne por acumulação de sebo nos poros, além de se apressarem na procura das melhores soluções. A acumulação de sebo em conjunto com alterações da sua própria composição, formam um rolhão de queratina (proteínas da pele) obstrutor, que oxida pelo ambiente exterior, e assim aparecem os pontos negros, borbulhas e em caso de desenvolvimento bacteriano mais acentuado, as, pápulas, pústulas e nódulos quísticos.

Que consequências se podem esperar associadas à acne?

Do ponto de vista clínico, o Dr. Miguel Trincheiras aponta três possíveis formas de intensidade da acne com consequências mais ou menos lesivas para a pele: Acne ligeira – Presença de alguns pontos brancos ou negros no rosto, essencialmente retencional; Acne moderada – Reacção inflamatória com presença de algumas lesões purulentas; Acne severa – Reacção inflamatória intensa com presença de pápulas, pústulas e nódulos císticos. Os adolescentes cada vez mais se preocupam com a imagem, e ainda bem, pois estão a recorrer ao médico dermatologista no início da acne, evitando acréscimo de desconforto psicológico ao inerente da idade, e manchas ou cicatrizes desfigurantes para o futuro, que são resultantes da evolução da acne para a sua fase inflamatória.

Como prevenir a acne e que tratamentos fazer?

acneTer espinhas e borbulhas purulentas na cara não é sinal de descuido ou preguiça na higiene pessoal. Também não está associada a chocolates ou banhos de sol, a acne é causada pela acção da testosterona e androgénios que promovem alterações na produção de sebo e da anatomia da unidade pilo-sebácea, principalmente na pele do rosto. Apesar do turbilhão hormonal da juventude, não é missão impossível manter uma pele saudável e prevenir o pior. A acne, pode ser travada com o uso de produtos de higiene adequados, beber água q.b para hidratar e tratamento dermatológico precoce face aos primeiros sinais. Quando há sintomatologia visível e desconforto, a intervenção terapêutica na derme.pt tem vindo a obter resultados excelentes no tratamento da acne em todos os seus estádios, com recurso: Terapêuticas mistas com produtos tópicos e sistémicos; Drenagem das lesões quísticas; Peelings com diferentes princípios ativos; Laser CO2 (fraccionado e superpulsado); Mesoterapia com substâncias intra-lesionais; Plasma rico em plaquetas.

As terapêuticas e procedimentos localizados são indolores, em ambulatório e efectuados por especialista em dermatologia cirúrgica e cosmetologia, com larga experiência no tratamento da acne em adolescentes, jovens adultos e grávidas. Tem na família um/uma adolescente que espreme borbulhas, não socializa mas deseja ter a cara limpinha como a do amigo/a? Então porque esperar? O Dr. Miguel Trincheiras não adia a oportunidade de permitir um sorriso jovem e feliz!

Nota: Este artigo foi originalmente publicado a 11 de Novembro de 2013. O seu conteúdo foi actualizado.

download ebook_acne

1 comentário a “É possível combater a acne e eliminar as cicatrizes que persistem?

  1. Pingback: Plasma rico em plaquetas: quais as formas mais comuns de utilização?

Os comentários estão fechados.