O que é a Calvície / Alopécia?

O termo alopécia deriva do nome científico da raposa-do-árctico (Alopex lagopus), pelo facto desta revelar uma queda grande do pêlo nas mudanças de estação.

CalvícieA calvície é uma forma de alopécia que se caracteriza pela aparência progressiva de falta de cabelo na zona superior do couro cabeludo. A calvície atinge, tradicionalmente, indivíduos do sexo masculino, embora seja muito frequente, sob uma forma mais moderada, no sexo feminino também (até 40% na 5ª década de vida). Este tipo de alopécia tem uma componente genética/hereditária muito expressiva.

Este é o tipo mais frequente de alopécia e afecta mais de 50 por cento dos homens, a partir da 5ª década de vida, em graus variáveis, conforme descritas nas tabelas de Hamilton..

São os androgénios (em particular a testosterona) que estão envolvidos neste fenómeno de hiperestimulação do folículo capilar que acaba por miniaturizar e perder a pigmentação (folículo vellus) e que, clinicamente, parece não estar presente.

Para saber mais sobre calvície e alopécia, aconselhe-se com os nossos especialistas. Ligue já para +351 213 714 116  ou contacte-nos via Net, através do endereço de e-mail geral@derme.pt.

Há inúmeros tratamentos, oriundos de todo o mundo, que prometem tratar de forma eficaz a calvície, o que é revelador quer do problema cosmético que a mesma representa quer a relativa ineficácia destas terapêuticas.

Tratamento Calvície/Alopécia

CalvícieActualmente, em medicina tradicional, existem poucos métodos comprovadamente eficazes de o fazer e, entre eles, conta-se com a finasterida (molécula que impede a transformação da testosterona em forma activa), o minoxidil (estimulante local da vascularização e também da activação das células germinativas do folículo), a caféina, e poucos mais.

A aplicação local destas moléculas recorrendo a técnicas de mesoterapia tem-se revelado extremamente eficaz evitando eventuais efeitos secundários destes princípios activos tomados por via oral.

O tratamento cirúrgico da calvície é também sobejamente conhecido e assenta no transplante capilar. Há diversas técnicas de transplante capilar para combater a calvície.

Uma delas é o microtransplante capilar. Nesta cirurgia, o médico retira as unidades foliculares da região da nuca e transfere-as, fio por fio, para a região calva da cabeça do paciente. Normalmente, os resultados deste tipo de intervenção cirúrgica são bastante naturais e harmoniosos.

Os cabelos da nuca não parecem ter tantos receptores aos androgénios, pelo que raramente esta zona da cabeça é afectada pela calvície e é uma boa zona «dadora» de folículos.

O transplante capilar evoluiu muito nos últimos anos. Não há muitos anos, os transplantes capilares para combater a calvície eram feitos de retalhos de couro cabeludo ou de tufos de fios, originando um aspecto muito artificial.

Dúvidas acerca da calvície ou da alopécia? Contacte-nos já e esclareça-as na hora ou marque uma consulta através do número +351 213 714 116 ou do endereço de correio electrónico geral@derme.pt

Não obstante os fármacos e técnicas utilizados nos problemas capilares, estes continuam a não contar com a comparticipação do estado. Este cenário deve-se ao facto de a calvície não ser considerada uma patologia mas um fenómeno fisiológico universal, com diferentes graus de manifestação.

Publicado em Calvice/Alopécia a por .

Sobre Dr. Miguel Trincheiras

Licenciado em Médecine, Chirurgie et Accouchements pela Universidade de Liège- Bélgica. Especialista em Dermatologia e Venereologia pelos Hospitais Civis de Lisboa (H. Desterro) com o título de Assistente Graduado, tendo sido director do Serviço de Dermatologia do Hospital Reynaldo dos Santos até 2006. Membro de várias sociedades nacionais e internacionais de Dermatologia e Dermocosmetologia. Assistente e participante regular em diversas reuniões e congressos nacionais e internacionais de Dermatologia. Júri de vários concursos de produtos de dermocosmetologia (Saber Viver, Happy).