Arquivo da Categoria: Ácido Hialurónico

O ácido hialurónico tem como função preencher e restaurar a elasticidade e volume naturais da pele, através da chamada de água para a mesma. O ácido hialurónico tem resultados altamente satisfatórios no preenchimento de rugas e sem qualquer risco de reacção adversa, quer no imediato, quer a médio e longo prazo.

Ácido hialurónico: eficaz, seguro, polivalente

Ácido hialurónico: produto milagroso?

O ácido hialurónico é dos ingredientes cosméticos mais falados e discutidos, com virtudes que parecem configurá-lo como um milagre, mas apesar da sua extrema eficácia, o ácido hialurónico é perfeitamente terreno e as suas virtudes não são exageradas: este componente pode de facto fazer milagres. Pelo menos daqueles facilmente explicados pela ciência. Efectivamente, tratar rugas é apenas uma das suas potencialidades, e uma nas quais possui poucos rivais em eficácia e segurança.Ácido hialurónico: eficácia no combate às estrias.

Embora seja sintetizado em laboratório, é sobreponível ao natural e a principal vantagem do ácido hialurónico é ser um dos principais constituintes da matriz extracelular da nossa pele, onde contribui para a elasticidade e hidratação desta, já que é capaz de captar uma quantidade de água equivalente a 100 vezes o seu peso.

Por isso, as principais funções do ácido hialurónico na epiderme são a manutenção do espaço intercelular e de canais hidratados que possibilitem a difusão de nutrientes para as células da pele. O seu papel na proliferação de queratinócitos – a principal célula constituinte da pele – significa também que é um vector essencial na regeneração cutânea e nos processos de cicatrização. Assim, quando olhamos para alguém com uma pele elástica, volumosa e de aspecto hidratado, estamos a olhar para alguém que possui tecidos cutâneos sem carência de ácido hialurónico.

Finalmente, é igualmente um dos principais componentes do líquido sinovial, cuja função é a de diminuir a fricção nas articulações, de modo a permitir movimentos suaves e indolores.

Infelizmente para nós, o avançar da idade leva à diminuição da disponibilidade de ácido hialurónico no organismo, contribuindo para flacidez da pele e surgimento de rugas.

Porque é o ácido hialurónico tão eficaz?

Apesar das características já mencionadas, uma das que mais define a polivalência do ácido hialurónico é o grande tamanho da sua molécula. São as suas dimensões avultadas que levam a que a sua aplicação deva ser feita através de injecções, uma vez que não lhe permitem passar através da pele de outro modo. Ora, é precisamente esta característica que aumenta a sua eficácia como componente de cremes hidratantes: incapaz de ser absorvido pela pele, o ácido permanece à sua superfície durante várias horas, captando humidade e conferindo à pele um característico aspecto luminoso e hidratado.

Presente no tecido epitelial, o ácido hialurónico não só auxilia a multiplicação de queratinócitos, como aumenta as quantidades de ácido retinóico presentes e contribui positivamente para a ser um humidificador cutâneo sem paralelo.

Ácido hialurónico: um potente anti-idade.Ácido hialurónico anti-rugas.

Como acrescenta volume e hidratação aos tecidos, o ácido hialurónico é uma arma preferencial no combate às rugas, em particular das rugas no pescoço ou as em torno da boca, mais conhecidas por «bigode chinês», tornando-se um dos nomes mais repetidos no universo dos cosméticos anti-idade.

Contudo, as suas aplicações são bem mais amplas: essas mesmas características permitem a sua utilização eficaz no combate às estrias e eliminação das cicatrizes causadas pelo acne, e cicatrizes em geral. A sua utilização na reposição dos volumes faciais é magnífica e reconstitui com uma naturalidade inigualável os perfis e contornos faciais.

Graças à sua alta biocompatibilidade, a sua utilização é das mais seguras em todo o mundo médico, com efeitos secundários de incidência praticamente negligenciável, não sendo de admirar por isso o crédito de que goza este produto no mundo da dermatologia estética.

Se as rugas começam a incomodá-la, a face começou a ficar encovada, a acne deixou mazelas visíveis na sua pele e as estrias da gravidez teimam em não desaparecer, o ácido hialurónico pode ser a solução para si. 

Saiba tudo sobre o que o ácido hialurónico pode fazer por si, contactando a Derme através do email geral@derme.pt ou do telefone 213 714 116. A Derme espera por si!

Porque o ácido hialurónico é relevante no preenchimento de rugas?

preenchimento de rugasSabia que o ácido hialurónico não animal estabilizado (NASHA) é o material mais utilizado no preenchimento de rugas?

Este ácido é uma molécula que existe naturalmente na pele humana e vai desaparecendo com o tempo. Trata-se de uma substância bastante relevante para a nossa pele, visto que preenche e restaura a elasticidade e volume naturais da derme.

Quer saber mais sobre ácido hialurónico e a sua importância no preenchimento de rugas? Fale já com a equipa da Derme! Ligue-nos para o número 213 714 116

Como o preenchimento de rugas com ácido hialurónico contribui para a vitalidade da nossa pele?

O preenchimento com ácido hialurónico não é um tratamento realizado de forma permanente. O organismo humano vai reabsorvendo progressivamente esta substância durante um período variável que se pode prolongar entre os 6 meses e os 2 anos, dependendo da maior ou menor reticulação do próprio ácido, do nível de colocação do mesmo e de fatores específicos de cada paciente.

preenchimento de rugasÉ por esse motivo que o ácido hialurónico apresenta resultados muito satisfatórios no preenchimento de rugas sem que haja qualquer perigo de reação adversa, quer a curto, quer a médio e longo prazos.

Esta substância ainda é muito útil na redução da profundidade de sulcos e na hidratação da pele. O ácido hialurónico até pode ser comparado com um lifting não cirúrgico, ao rejuvenescer a face e restaurar o aspeto jovem, repondo os volumes faciais «perdidos» com o passar dos anos.

Ou seja, a aplicação desta substância resulta num rosto rejuvenescido com um contorno bem oval e sem «sombras». Esta nova face prima pela evidência das áreas convexas, graças à aplicação intradérmica ou subcutânea de ácido hialurónico (em forma de gel viscoso).

Este procedimento é realizado em regime ambulatório e demora entre 15 a 30 minutos. Nalguns casos pode ser utilizado creme anestésico tópico ou anestesia troncular para que o paciente fique o mais confortável possível.

A quantidade injetada de ácido hialurónico varia consoante as zonas do corpo e a necessidade de correção. O recurso ao gelo durante ou após o tratamento ajuda a reduzir a probabilidade de aparecimento de equimoses (nódoas negras) e edema (inchaços).

Quer fazer um preenchimento de rugas de qualidade através do ácido hialurónico? Marque já uma consulta com a Derme! Contacte-nos pelo número 96 978 88 88

Quais as diferenças entre o ácido hialurónico e a toxina botulínica?

O preenchimento de rugas não deve ser confundido com a toxina botulínica (Botox®). Esta substância também é infiltrada, mas diminui a contração dos músculos superficiais da mímica facial, associados à formação de rugas de expressão. Esses músculos situam-se principalmente entre as sobrancelhas, na testa e em redor dos olhos («pés de galinha»).

O recurso ao Botox® permite a inativação desses músculos e atenua ou faz mesmo desaparecer essas rugas. Nalguns pacientes, é necessária a utilização da toxina botulínica em conjunto com substâncias de preenchimento, como por exemplo o ácido hialurónico, para se otimizarem os resultados.

Conheça melhor as vantagens da toxina botulínica! Envie as suas questões para geral@derme.pt. Prometemos responder a todas as dúvidas!

Que outras substâncias contribuem para o rejuvenescimento da pele?

Na Derme, dispomos ainda de outras substâncias que quando aplicadas nos tecidos e particularmente em contacto com a pele estimulam a produção de novos elementos estruturais (o colagénio e a elastina) que «regeneram» a cútis de forma intrínseca e natural.

É o caso da policapronolactona (Ellansé®), do ácido poliláctico (Sculptra®), da polidioxanona, da hidroxiapatite de cálcio (Radiesse®) ou do plasma rico em plaquetas (lifting «vampiro»). Cada um destes elementos dá volume aos tecidos e confere-lhes firmeza e elasticidade. Desta maneira, substituem ou complementam, em muitos casos, quer o uso de ácido hialurónico quer o de Botox®.

Para saber mais sobre preenchimento de rugas, ácido hialurónico e Botox®, contacte-nos já e marque uma consulta, através do endereço de correio eletrónico geral@derme.pt

download ebook_rugas

Rugas nos Lábios

O que são Rugas nos Lábios?

A pele das áreas mais expostas ao sol (o principal factor de envelhecimento cutâneo) Rugas nos Lábios - Dermecomeça, com o avançar da idade, a ter défice das suas estruturas de suporte (fibras elásticas e de colagénio), assim como de todo um conjunto de moléculas que formam a substância intercelular (substância fundamental), entre as quais os glicosaminoglicanos e os proteoglicanos, com especial relevo para o ácido hialurónico.

Estas últimas conseguem reter as moléculas de água até cerca de mil vezes o seu próprio peso e conferem à pele um aspecto liso e luminoso.

Tratamento das Rugas nos Lábios

A abordagem do «rejuvenescimento cutâneo» deve ser realizada após uma avaliação cuidada, pelo recurso a múltiplas técnicas que actuem aos vários níveis do que se pretende corrigir.

A abordagem estética da face, e consequentemente, dos lábios, deve ser realizada tendo em consideração diversas variáveis, entre as quais a idade, o sexo, a raça, a profissão, o tipo de lesões, a disposição para estar mais ou menos tempo em recuperação, entre outras.

Técnicas como o laser de CO2 fraccionado, os peelings químicos, os materiais de preenchimento, as dermabrasões e a subcisão individual de lesões são técnicas das quais dispomos para melhorar a textura, o aspecto e a firmeza da pele, num grau o mais fiel possível às expectativas individuais.

O Botox, em muito pequenas quantidades, pode dar uma ajuda preciosa na resolução das rugas peri-bucais, nomeadamente as rugas verticais (código de barras) do lábio superior e que é uma condição exclusivamente feminina.

Para diferentes situações, diferentes abordagens e, numa percentagem importante de casos, fazendo recurso a várias técnicas, que actuam nas diferentes estruturas envolvidas.

Cada caso individual necessita de ser correctamente avaliado em consulta, com recurso a fotografia digital (luz ultra-violeta e polarizada – VISIA®) sempre que necessário e explicadas, de forma detalhada, as maiores ou menores vantagens de cada um destes métodos.

Para saber mais sobre rugas nos lábios, contacte-nos já e marque uma consulta, através do número 213 714 116 ou do endereço de correio electrónico geral@derme.pt

download ebook_rugas