Arquivo da Categoria: Cancro de Pele

O cancro da pele é um dos cancros mais comuns. Só em Portugal surgem anualmente mais de 600 novos casos de melanoma maligno. Saiba mais

Cancro de Pele, Prevenir é Viver!

Cancro de PeleO cancro da pele é um dos cancros mais comuns. Só em Portugal surgem anualmente mais de 600 novos casos de melanoma maligno.

Os vários tipos de cancro de pele representam mais de 60% da incidência total de cancro. Felizmente a taxa de mortalidade é muito reduzida.

Apenas cerca de 3% das pessoas que sofrem de cancro de pele morrem desta patologia.

Factos rápidos:

  • O melanoma aumenta com a idade, muito embora esta patologia afecte pessoas de todas as idades. Apesar de poder ocorrer em qualquer zona do corpo, nos homens é mais frequente desenvolver-se no tronco, na cabeça e pescoço, nas mulheres é mais comum desenvolver-se nos membros inferiores.
  • O melanoma afecta mais as pessoas com pele branca em detrimento de pessoas de pele escura. No entanto, as pessoas de raça negra afectadas, apresentam frequentemente melanoma sob as unhas dos pés e mãos, bem como na palma das mãos e planta dos pés. Tal característica faz com que esta patologia tenha uma taxa de mortalidade elevada, já que a sua detecção é mais difícil

Qualquer dermatologista lhe dirá que há inúmeros factores que contribuem para o aparecimento desta patologia. Passo a enumerar algumas das principais causas conhecidas:

A exposição solar prolongada, embora mais directamente relacionada com o cancros de pele não melanoma, continua a ser uma das principais causas do melanoma maligno e merece toda a nossa atenção.

Sabendo que o Sol é fonte de vitaminas e vários benefícios quer físicos quer psíquicos, há que tirar proveito do melhor que ele nos pode dar, sem com isso descurar a saúde. Assim, a melhor forma de prevenir o aparecimento de lesões cutâneas que podem derivar em cancro de pele, é agir da seguinte forma:

Usar protecção adequada. Aqui falo quer de protectores solares em creme/spray com factor superior a 30 (obrigatoriamente para todos os tipos de pele), quer de roupa, chapéus e óculos.

O melanoma pode desenvolver-se em qualquer parte da pele e inclusivamente nos olhos, pelo que todo o cuidado é pouco na protecção.

Evitar a exposição ao sol no verão nas horas de sol em que a nossa sombra é inferior ao nosso tamanho (sol entra demasiado vertical e é pouco filtrado pela camada de ozono). Claro que esta recomendação é comum e todos nós já ouvimos, vezes sem conta, esta directriz.

Infelizmente as pessoas esquecem-se que esta exposição solar não se limita apenas à praia, mas ao nosso dia-a-dia. Pessoas que almocem ou trabalhem na rua, são igualmente potenciais vitimas dos efeitos malignos do Sol.

Inclusivamente motoristas, que passam o seu dia atrás do volante não são protegidos das radiações ultravioletas pelos vidros do veículo.